Posted by: Simone Talarico Ross | July 20, 2007

Teatro em inglês

Geralmente escrevo o blog no fim do dia, por isso provavelmente, prá quem está no Brasil, a leitura é feita apenas no dia seguinte. Mas, hoje estou escrevendo bem tarde. São quase 11 da noite aqui e nós acabamos de chegar em casa. Fomos ao teatro, em San Diego. Assisti minha primeira peça, em inglês.

Estudei a língua inglesa durante 6 anos, quando ainda não havia cursos intensivos no CCAA. Me formei quando tinha 18 anos. Era tão boa aluna que fui convidada a trabalhar lá. Mas, na época, eu achava que não tinha talento para o magistério. Tive amigos canadenses, americanos e ingleses no colégio, por causa dos intercâmbios, então já praticava o que aprendi nas aulas desde cedo. Isso me ajudou muito e nunca tive dificuldades.

Então, desde que vinha prá cá de férias, além de falar com todo mundo em inglês, também ia ao cinema. Claro que meus primeiros filmes, sem a legenda prá me salvar nos momentos que eu me perdia, deve ter me escapado muita informação, principalmente no que tange às piadas, que são muitas vezes culturais ou de acontecimentos contemporâneos que, prá quem não mora aqui há muito tempo, não dá prá pegar mesmo.

Mas eu tinha o maior medo de ir ao teatro. Porque além da língua, há toda uma linguagem corporal que é diferente, de cultura prá cultura. Os americanos, em sua maioria, são bastante comedidos em gestos e movimentos de corpo. Muito educados, diriam alguns. Eu sou de família italiana, onde se conversa com as mãos e se fala com o corpo. Nós brasileiros temos essa mistura de colonizações que parece não permitir contenção.

Então, ontem, quebrei mais uma barreira. A peça, Danny and the Deep Blue Sea, do ganhador de um Pulizter, John Patrick Shanley, era uma produção do meu enteado Ryan, que faz teatro, então não podíamos perder. Prá assustar ainda mais, era com dois ótimos atores, com expressões faciais e corporais que se comunicavam, e tinha um diálogo profundo. Mas, eu me integrei muito mais do que pensei que ia acontecer e a mágica da arte aconteceu em mim. Eu estava dentro daquela história e me toquei com a mensagem.

Quebrei mais uma barreira na Terra do Tio Sam!!! Acho que eu estou quase preparada prá ler Shakespeare na língua original!!!


Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s

Categories

%d bloggers like this: