Posted by: Simone Talarico Ross | August 28, 2009

Lendas, boatos e folclore na internet

Ontem, dia 27 de agosto, tive a decepção de cair num boato internético. E perder meu tempo até descobrir que era vítima de uma lenda que vem circulando pela internet há anos.

Fiquei extremamente desapontada comigo mesma afinal, como boa jornalista, sou obrigada a checar as fontes de qualquer informação. Mas também fiquei extremamente desapontada e frustrada em ter que admitir que há muita gente por aí que usa a internet para espalhar terror, medo e assustar pessoas que acreditam em tudo o que houvem. E há outras que são somente vítimas mas que acabam sendo cúmplices de tais atos quando reenviam esses emails sem checar a veracidade dos mesmos.

O boato que caí – não sei se vocês receberam esse email – foi sobre a notícia de que na noite do dia 27 de agosto o planeta Marte apareceria no céu num tamanho tão grande que chegaria a ser visto a olho nu, sendo comparado ao tamanho da Lua.

Eu e Robert preparamos o telescópio, porque queríamos ver também a superfície de Marte, e esperamos o céu escurecer bastante – afinal aqui é verão e demora um pouco para isso acontecer – e nada. Acabei correndo para o computador para procurar mais informação sobre o caso – sei lá talvez nós tínhamos a data errada, ou algo assim. Mas…

Nada disso. Acontece que, em 2003, ocorreu um fenômeno em que Marte apareceu um pouco maior e brilhante, por causa da proximidade com a Terra ter se estreitado. Isso acontece, segundo astrônomos, a cada 73 mil anos.

Mas, desde então, alguém continuou mandando a mensagem avisando sobre o fato. Agumas pessoas fizeram umas edições que resultaram em interpretações confusas e outros omitiram o ano do acontecimento e, voilá, criou-se uma lenda internética, um hoax, como se chama aqui. Várias versões foram sendo inventadas, inclusive uma, que eu recebi, com fotos e tudo do planeta Marte ao lado da Lua e quase do tamanho desta!

Acredito que as pessoas repassem esses emails com boa intenção. Esse tipo de boato não faz mal à ninguém, apenas me fez gastar meu tempo procurando Marte pelos céus da Califórnia – mas até que a vista da Lua fez valer a pena.

Porém, há emails que têm a estrita intenção de espalhar vírus nos computadores ou fazer com que você tome uma atitude não muito inteligente contra você mesmo. Por isso, todo cuidado é pouco ao reenviar mensagens onde não se contém a fonte ou que não são checadas se verdadeiras ou não.

Uma outra atitude que acho importante para prevenir esse tipo de boato: quando vocês reenviarem mensagens, retirem os nomes e e-mails das pessoas por onde os e-mails já passaram. Tem programas rodando na internet para  “pegar” tudo que estiver antes e depois de um “@”. Isso é vendido para  Spamers (Propagandistas), que muitas vezes espalham vírus.

Acho que uma outra solução para isso é a seguinte: quando for mandar uma mensagem para  mais de uma pessoa, não envie com o “para” nem com o “Cc”, envie com o  “Cco” (Carbon copy ocult – Cópia de carbono oculta), ou “Bcc” (Blind carbon copy – Cópia cega de carbono) que não vai aparecer o endereço eletrônico de  nenhum destinatário.

Algumas outras dicas:

 1) Grandes empresas NÃO usam correspondência do tipo corrente. A Microsoft  e a AOL NÃO estão oferecendo US$ 245 a cada repasse de email.

 2) A MTV NÃO lhe dará o direito de ficar nos bastidores se você remeter correspondência a um monte de gente.

 3) NÃO é porque alguém escreveu, quatro degraus anteriores da pirâmide, “nós checamos e isto é verdadeiro”, que é verdade. Tudo depende da credibilidade da pessoa que afirma isso. Você a conhece? Pessoalmente?

 4) NÃO existe uma organização de ladrões de fígado. Ninguém está acordando  numa banheira cheia de gelo, mesmo se um amigo jurar que isto aconteceu ao  “primo do amigo dele”. Venda de órgão, já isso sim existe, mas é feita com a autorização do vendedor, apesar de ilegal.

 5) Se o(s) último(s) desastre(s) envolvendo foguetes da NASA espalharam  partículas de plutônio sobre a Costa Leste americana, você acha realmente  que esta informação chegaria ao público por mail? E com a raridade de  informações? Leia jornais, assista a bons programas jornalísticos, informe-se.

 6) NÃO existem os vírus ”Good Times”, ”Bad Times”, ”Sapinhos  Budweiser” etc. Na verdade, você NUNCA, mas NUNCA mesmo, deve reenviar qualquer mail alertando sobre vírus antes de primeiro confirmar se um site confiável de uma companhia real o tenha identificado. Tente em:
 http://www.symantec.com/security_response/index.jsp  – (Eu mesma chequei esse endereço).

E mesmo assim, pense duas  vezes antes de passar adiante. Lembre-se, alguns vírus podem infectar a  máquina só de serem lidos no Outlook. Esse é mais um terrível terrorismo on-line.

 7) Corte aqueles quilômetros de cabeçalhos dos emails – os que contém os nomes e emails de todo mundo que também recebeu o email que você está reenviando.

 8) Existem mulheres que estão realmente sofrendo no Afeganistão, e as  finanças de diversas empresas filantrópicas estão vulneráveis, mas  reenviar um email NÃO ajudará esta causa. Se você quiser ajudar, procure  seu deputado, a Anistia Internacional, uma Organização Não-Governamental ou a Cruz Vermelha. Emails que contém os  ”abaixo-assinado” geralmente são falsos, e nada significam para quem  detém o poder para fazer alguma coisa sobre o que está sendo denunciado.  São apenas meios de se obter endereços eletrônicos.

 9) NÃO existe nenhum projeto para ser votado no Congresso que reduzirá a  área da Floresta Amazônica em 50%; e nem para deixar de cobrar pedágio;  portanto NÃO perca tempo nem “pague mico” assinando e repassando aqueles  furiosos abaixo-assinados de protesto, ou comunicando este tipo de coisa. Caso você fique em dúvida sobre a veracidade de emails desse tipo, entre nos sites governamentais relativos ao assunto para confirmar se eles são verdadeiros ou não.

 10) Você NÃO vai morrer, nem ter azar no amor se arrebentar uma corrente.  Sejamos inteligentes e recusemos esse tipo tolo de ajudar hackers e  spammers (propagandistas).

 11) Escrever um email ou enviar qualquer coisa pela internet é fácil. NÃO  acredite automaticamente em tudo. Observe o texto, reflita, analise tudo antes de repassar aos amigos. As pessoas recebem vários emails por dia, não os faça perder tempo lendo algo que pode nem ser verdade.

 12) Quando nós recebemos mensagens pedindo ajuda para alguém, com alguma  foto comovente, não repasse apenas “pra fazer a sua parte”. Pode haver  alguém cheio de má intenção por traz deste email. Sempre verifique a  veracidade das informações. Além disso, próximo de sua casa, há sempre  alguém carente que você poderá ajudar, ou um abrigo de animais precisando de voluntário, se esta for sua opção de vida.

 13) Cuidado! Muito cuidado com mensagens-lista de dados de pessoas, que  cada um vai assinando, colocando seus endereços e telefones reais, repassando. Estas informações podem facilmente ser utilizados por assaltantes,  seqüestradores, etc.

 14) Evite repassar e-mails já conhecidos. Há pessoas que enviam o mesmo e-mail 5 ou 6 vezes.

 15) Seja educado e responda a todos. Se você forneceu seu email para alguém, hoje em dia se presume que você o verifique pelo menos uma vez ao dia. Afinal, a velocidade de comunicação é o grande barato da internet, não é? Se você é mais facilmente encontrado por telefone, dê essa informação aos seus amigos ou tenha uma resposta automática de emails fornecendo o tempo que você vai levar para respondê-lo. Além disso, utilize-se sempre de endereçamento no  campo CCO/BCC, como falei, quando enviar e-mails. Se você usa o Outlook,  ao redigir uma mensagem, clique em “Exibir” / “Todos os cabeçalhos” e a linha Cco aparecerá.

 16)  Agora, sim, EDUQUE seus amigos, filhos e conhecidos, e ajude a  colocar ORDEM nessa imensa casa chamada internet. Lembre-se que a cada dia  chegam milhares de inexperientes na rede, e quanto mais pudermos  ensinar, todos serão benefiaciados.

Use bem a internet! Quando todos fizermos isso, talvez possamos livrar a rede de 80% dos vírus.


Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s

Categories

%d bloggers like this: