Posted by: Simone Talarico Ross | December 4, 2009

Tabela da Copa do Mundo 2010

 

Advertisements
Posted by: Simone Talarico Ross | December 4, 2009

COPA DO MUNDO 2010 – ÁFRICA DO SUL

Hoje aconteceu o sorteio dos grupos com os times que vão se enfrentar na próxima Copa do Mundo, no ano que vem. Na primeira Copa realizada no continente africano, o Brazil ficou no grupo G, juntamente com a Coréia do Norte, Costa do Marfim e Portugal.

 A estréia brasileira vai ser no dia 15 de junho contra a Coréia, em Joanesburgo. Apesar de o primeiro jogo ser contra um time relativamente fraco, a Costa do Marfim vem logo depois. Eles têm um dos melhores jogadores africanos da atualidade, Didier Drogba. E ainda enfrentaremos Portugal, time do melhor jogador do mundo em 2008,  Cristiano Ronaldo.

O grupo já está sendo chamado por aqui de “death group”, o “grupo da morte”!

Segura essa Dunga!

Posted by: Simone Talarico Ross | October 7, 2009

Seriados americanos – Terça-feira, NCIS/Good Wife

Terça-feira é noite de NCIS, no canal 4 da CBS. Dentre as séries de investigações policiais esta sempre foi a que mais gostei por causa dos divertidos personagens e porque geralmente não tem imagens e histórias muito chocantes para um fim de noite. E o capítulo de estréia dessa temporada mostrou que a série está ficando com um enredo cada vez melhor, mais intrincado. Com o sequestro de Ziva no final da temporada passada, as coisas esquentaram. Estou curiosa para o que vem por aí.

Mas a minha curiosodade era maior pelo novo NCIS LA (em Los Angeles), que vem logo depois do antigo NCIS, às 9 da noite. Com o Chris O’Donnell, – de que eu sempre vou lembrar mais pelo personagem em “Perfume de Mulher”, mas eu sei que a maioria de vocês deve se lembrar dele como o Robin, nos filmes do Batman- esse grupo faz parte de um time secreto do NCIS.

Achei que a idéia de trazer o NCIS para Los Angeles é de sair um pouco de estúdio, porque as cenas são feitas pela parte bonita da cidade. O personagem de O’Donnel  é de um órfão que na atualidade é um profissional super-competente no que faz. Ele tem um companheiro interpretado por Lil Cool J que é o músculo da dupla. O personagem de Linda Hunt  (de quem eu gosto muito), apesar de engraçado, também tem que desenvolver um pouco mais. Fora isso não há nada diferente, parece ser apenas mais um seriado de policiais atrás de bandidos. Talvez eu dê mais uma chance nas próximas semana mais por ODonnel e Hunt, que é fantástica. Mas os outros atores vão ter que rebolar para chegar perto das atuações dos dois.

The good wife

Na terça também é dia de assistir uma nova série aqui, com a Julianna Margulies (para quem não lembra dela e assistiu ER dos velhos tempos, ela era a enfermeira que era apaixonada pelo personagem do George Clooney). O nome da série é “The good wife” (A boa esposa). O enredo pretende cobrir o drama de uma esposa de um homem de carreira pública – nesse caso ele era Advogado Geral do Estado – que é pego no flagra – com video e tudo – tendo sexo com outra mulher. Cris Noth (sempre lembrado como Mr. Big de “Sex and the City”) interpreta o canastrão da vez – tenho dúvidas se ele conseguirira interpretar bem um personagem com diferentes características.. . Além disso ele ainda é acusado de corrupção, então vai para a cadeia, maior vexame. Deixa a mulher no maior perrengue. Ela então se vê de volta ao mercado de trabalho, 12 anos depois de ter abandonado a profissão de advogada para apoiar o marido na carreira.

Nos últimos anos – quer dizer, acho que desde Clinton, nos anos 90 – alguns políticos têm sido pegos em situações delicadas como estas por aqui, e sempre que eles fazem um mea culpa para a imprensa, lá está a esposa traída ao lado, apoiando o sujeito. E há muita discussão sobre como ; porque e para que essas mulheres se dispõem a essa vergonhosa exposição. Achei diferente a proposta e vou acompanhar o drama dessa mulher.

Posted by: Simone Talarico Ross | September 28, 2009

Seriados americanos – segunda-feira, House

Dr House

Seriado aqui nos EUA é uma febre comparável, para mim, com as novelas brasileiras. Mas nem de longe os enredos e produções são tão simplistas e dicotômicas como estas.

 Tem seriado americano para tudo quanto é gosto, disposição intelectual, preguiça cultural ou diversão proposital. Acho que todas elas já passam no Brasil, pelo menos nos canais a cabo. Mas aqui, os canais de TV abertas detém a maioria delas.

E geralmente eles começam as novas temporadas no outono – estação atual no hemisfério norte – e na primavera. Então fica todo mundo esperando, ansiosos para ver os novos episódios das séries prediletas. Semana  passada foi a semana de estréias da maioria e ficamos loucos porque algumas coincidem horários em canais diferentes – nada que a internet não resolva!

Cada dia da semana vou dar o meu humilde parecer sobre essas estréias. Embora não pretenda aqui fazer nenhuma crítica de alto nível, darei minha opinião, farei resuminhos do capítulo de estréia, tentando não passar muita informação ao ponto de estragar o prazer de alguma surpresa – ou seja fazer revelações sobre o enredo ou, como se diz, trazer spoilers

Segunda-feira é dia de House. Gosto dessa série desde que começou, em 2004.  A premissa de ter um médico honesto – Gregory House (Hugh Laurie) –  ao ponto de ser grosseiro, mas super-ultra-mega competente, faz bem num mundo onde a medicina já deixou de ser “para o bem do doente”, como queria Hipócrates. E as similaridades com Sherlock Homes também divertem: os dois são gênios da medicina legal, músicos, usuários de drogas, arredios, e nem um pouco amigáveis, misantropos eu diria. E as discussões em torno de certos comportamentos que ele apresenta são frescas, novas. Gosto muito.

O dia de estréia dessa temporada teve 2 horas de duração, com o enredo todo em torno da luta interna do personagem de Laurie na clínica na qual ele havia se internado no final da temporada passada (para quem perdeu, Dr. House começou a ter visões que achou que provinham do uso discriminado do opiáceo Vicodin e decidiu se internar voluntariamente).

Adorei o psicólogo que conversava com ele e todos os dramas dos outros pacientes sendo desvendados. A edição foi uma surpresa, as imagens fortes. O chato é que House está no canal da FOX às 8 da noite, mesmo horário da série Heroes, que também gosto, mas não vi. Vou ter que achar um tempinho para assistir essa na internet.

Uma completa descrição da série você encontra no site  Wikipedia.

Há também uma série que só teve uma temporada chamada “Lie to me” – Minta para mim, com o ator Tim Roth. O calendário da Fox diz que será exibida às segundas-feiras, depois de House, às 9 da noite. Mas o capítulo de estréia dessa temporada vai ser exibida hoje à noite, então amanhã falo sobre essa série.

Posted by: Simone Talarico Ross | September 18, 2009

Brazilian Days

Saturated

Ainda não entendi muito qual é a idéia, mas tem uma coisa que os brasileiros fazem por aqui para comemorar a semana de independência Brasileira em algumas cidades americanas que eles chamam de Brazilian Day, Dia Brasileiro.

Fui à minha primeira festividade desse tipo no início de uma semana tão ocupada que me impediu de vir aqui, por isso deixo mais fotos do que texto.

Dancei pagode, comi coxinha, pastel de vento e tomei guaraná Antartica, saudades… Vai entender esses brasileiros sem pátria…

 

Enhanced drums

 

Saturated 2

Posted by: Simone Talarico Ross | August 28, 2009

Lendas, boatos e folclore na internet

Ontem, dia 27 de agosto, tive a decepção de cair num boato internético. E perder meu tempo até descobrir que era vítima de uma lenda que vem circulando pela internet há anos.

Fiquei extremamente desapontada comigo mesma afinal, como boa jornalista, sou obrigada a checar as fontes de qualquer informação. Mas também fiquei extremamente desapontada e frustrada em ter que admitir que há muita gente por aí que usa a internet para espalhar terror, medo e assustar pessoas que acreditam em tudo o que houvem. E há outras que são somente vítimas mas que acabam sendo cúmplices de tais atos quando reenviam esses emails sem checar a veracidade dos mesmos.

O boato que caí – não sei se vocês receberam esse email – foi sobre a notícia de que na noite do dia 27 de agosto o planeta Marte apareceria no céu num tamanho tão grande que chegaria a ser visto a olho nu, sendo comparado ao tamanho da Lua.

Eu e Robert preparamos o telescópio, porque queríamos ver também a superfície de Marte, e esperamos o céu escurecer bastante – afinal aqui é verão e demora um pouco para isso acontecer – e nada. Acabei correndo para o computador para procurar mais informação sobre o caso – sei lá talvez nós tínhamos a data errada, ou algo assim. Mas…

Nada disso. Acontece que, em 2003, ocorreu um fenômeno em que Marte apareceu um pouco maior e brilhante, por causa da proximidade com a Terra ter se estreitado. Isso acontece, segundo astrônomos, a cada 73 mil anos.

Mas, desde então, alguém continuou mandando a mensagem avisando sobre o fato. Agumas pessoas fizeram umas edições que resultaram em interpretações confusas e outros omitiram o ano do acontecimento e, voilá, criou-se uma lenda internética, um hoax, como se chama aqui. Várias versões foram sendo inventadas, inclusive uma, que eu recebi, com fotos e tudo do planeta Marte ao lado da Lua e quase do tamanho desta!

Acredito que as pessoas repassem esses emails com boa intenção. Esse tipo de boato não faz mal à ninguém, apenas me fez gastar meu tempo procurando Marte pelos céus da Califórnia – mas até que a vista da Lua fez valer a pena.

Porém, há emails que têm a estrita intenção de espalhar vírus nos computadores ou fazer com que você tome uma atitude não muito inteligente contra você mesmo. Por isso, todo cuidado é pouco ao reenviar mensagens onde não se contém a fonte ou que não são checadas se verdadeiras ou não.

Uma outra atitude que acho importante para prevenir esse tipo de boato: quando vocês reenviarem mensagens, retirem os nomes e e-mails das pessoas por onde os e-mails já passaram. Tem programas rodando na internet para  “pegar” tudo que estiver antes e depois de um “@”. Isso é vendido para  Spamers (Propagandistas), que muitas vezes espalham vírus.

Acho que uma outra solução para isso é a seguinte: quando for mandar uma mensagem para  mais de uma pessoa, não envie com o “para” nem com o “Cc”, envie com o  “Cco” (Carbon copy ocult – Cópia de carbono oculta), ou “Bcc” (Blind carbon copy – Cópia cega de carbono) que não vai aparecer o endereço eletrônico de  nenhum destinatário.

Algumas outras dicas:

 1) Grandes empresas NÃO usam correspondência do tipo corrente. A Microsoft  e a AOL NÃO estão oferecendo US$ 245 a cada repasse de email.

 2) A MTV NÃO lhe dará o direito de ficar nos bastidores se você remeter correspondência a um monte de gente.

 3) NÃO é porque alguém escreveu, quatro degraus anteriores da pirâmide, “nós checamos e isto é verdadeiro”, que é verdade. Tudo depende da credibilidade da pessoa que afirma isso. Você a conhece? Pessoalmente?

 4) NÃO existe uma organização de ladrões de fígado. Ninguém está acordando  numa banheira cheia de gelo, mesmo se um amigo jurar que isto aconteceu ao  “primo do amigo dele”. Venda de órgão, já isso sim existe, mas é feita com a autorização do vendedor, apesar de ilegal.

 5) Se o(s) último(s) desastre(s) envolvendo foguetes da NASA espalharam  partículas de plutônio sobre a Costa Leste americana, você acha realmente  que esta informação chegaria ao público por mail? E com a raridade de  informações? Leia jornais, assista a bons programas jornalísticos, informe-se.

 6) NÃO existem os vírus ”Good Times”, ”Bad Times”, ”Sapinhos  Budweiser” etc. Na verdade, você NUNCA, mas NUNCA mesmo, deve reenviar qualquer mail alertando sobre vírus antes de primeiro confirmar se um site confiável de uma companhia real o tenha identificado. Tente em:
 http://www.symantec.com/security_response/index.jsp  – (Eu mesma chequei esse endereço).

E mesmo assim, pense duas  vezes antes de passar adiante. Lembre-se, alguns vírus podem infectar a  máquina só de serem lidos no Outlook. Esse é mais um terrível terrorismo on-line.

 7) Corte aqueles quilômetros de cabeçalhos dos emails – os que contém os nomes e emails de todo mundo que também recebeu o email que você está reenviando.

 8) Existem mulheres que estão realmente sofrendo no Afeganistão, e as  finanças de diversas empresas filantrópicas estão vulneráveis, mas  reenviar um email NÃO ajudará esta causa. Se você quiser ajudar, procure  seu deputado, a Anistia Internacional, uma Organização Não-Governamental ou a Cruz Vermelha. Emails que contém os  ”abaixo-assinado” geralmente são falsos, e nada significam para quem  detém o poder para fazer alguma coisa sobre o que está sendo denunciado.  São apenas meios de se obter endereços eletrônicos.

 9) NÃO existe nenhum projeto para ser votado no Congresso que reduzirá a  área da Floresta Amazônica em 50%; e nem para deixar de cobrar pedágio;  portanto NÃO perca tempo nem “pague mico” assinando e repassando aqueles  furiosos abaixo-assinados de protesto, ou comunicando este tipo de coisa. Caso você fique em dúvida sobre a veracidade de emails desse tipo, entre nos sites governamentais relativos ao assunto para confirmar se eles são verdadeiros ou não.

 10) Você NÃO vai morrer, nem ter azar no amor se arrebentar uma corrente.  Sejamos inteligentes e recusemos esse tipo tolo de ajudar hackers e  spammers (propagandistas).

 11) Escrever um email ou enviar qualquer coisa pela internet é fácil. NÃO  acredite automaticamente em tudo. Observe o texto, reflita, analise tudo antes de repassar aos amigos. As pessoas recebem vários emails por dia, não os faça perder tempo lendo algo que pode nem ser verdade.

 12) Quando nós recebemos mensagens pedindo ajuda para alguém, com alguma  foto comovente, não repasse apenas “pra fazer a sua parte”. Pode haver  alguém cheio de má intenção por traz deste email. Sempre verifique a  veracidade das informações. Além disso, próximo de sua casa, há sempre  alguém carente que você poderá ajudar, ou um abrigo de animais precisando de voluntário, se esta for sua opção de vida.

 13) Cuidado! Muito cuidado com mensagens-lista de dados de pessoas, que  cada um vai assinando, colocando seus endereços e telefones reais, repassando. Estas informações podem facilmente ser utilizados por assaltantes,  seqüestradores, etc.

 14) Evite repassar e-mails já conhecidos. Há pessoas que enviam o mesmo e-mail 5 ou 6 vezes.

 15) Seja educado e responda a todos. Se você forneceu seu email para alguém, hoje em dia se presume que você o verifique pelo menos uma vez ao dia. Afinal, a velocidade de comunicação é o grande barato da internet, não é? Se você é mais facilmente encontrado por telefone, dê essa informação aos seus amigos ou tenha uma resposta automática de emails fornecendo o tempo que você vai levar para respondê-lo. Além disso, utilize-se sempre de endereçamento no  campo CCO/BCC, como falei, quando enviar e-mails. Se você usa o Outlook,  ao redigir uma mensagem, clique em “Exibir” / “Todos os cabeçalhos” e a linha Cco aparecerá.

 16)  Agora, sim, EDUQUE seus amigos, filhos e conhecidos, e ajude a  colocar ORDEM nessa imensa casa chamada internet. Lembre-se que a cada dia  chegam milhares de inexperientes na rede, e quanto mais pudermos  ensinar, todos serão benefiaciados.

Use bem a internet! Quando todos fizermos isso, talvez possamos livrar a rede de 80% dos vírus.

Posted by: Simone Talarico Ross | August 26, 2009

Ted Kennedy

Depois de Eunice, o caçula da geração mais ativa dos Kennedy se foi. O senador Edward Kennedy, último irmão da dinastia dos Kennedy, morreu hoje de um câncer maligno no cérebro. Não resta na família ninguém à altura de seu carisma e de seu talento como orador.

Ted Kennedy, como era mais conhecido o irmão mais moço do presidente John Fitzgerald Kennedy (1061-63), teve sua chance de ser presidente dos Estados Unidos liquidada por um erro de direção fatal na ilha de Chappaquiddick, perto de Martha’s Vineyard, no estado de Massachusetts.

Em 17 de julho de 1969, Mary Jo Kopechne, ex-assessora de campanhas de seu irmão Robert Kennedy (assassinado durante a campanha presidencial de 1968) morreu afogada num acidente de automóvel provocado por Ted. Ele só se apresentou à polícia oito horas depois, levantando suspeitas de que estaria alcoolizado.

Vencido por Jimmy Carter na disputa pela candidatura do Partido Democrata, Ted Kennedy decidiu continuar sua longa carreira no Senado, onde sempre se notabilizou pela defesa das causas liberais e de direitos fundamentais como a cobertura universal de saúde.

No ano passado, ele apoiou Barack Obama na disputa com Hillary Clinton pela candidatura do Partido Democrata à Presidência dos EUA.

Fonte: Vida Global
Posted by: Simone Talarico Ross | August 20, 2009

Eleições no Afeganistão e porque os EUA não saem de lá

jogos-do-poder-poster01t

 

Quase oito anos depois da invasão americana em resposta aos atentados de 11 de setembro de 2001, o Afeganistão realiza sua segunda eleição presidencial sob uma ofensiva da milícia fundamentalista dos Talebã e denúncias de fraude.

Na época, a invasão tinha três objetivos neutralizar e destruir a Al Caeda e Bin Laden; destruir a vasta indústria de ópio no Afeganistão, que seria uma das fontes de renda do grupo; e interromper o tráfico de ópio para os EUA e para o Reino Unido.

Mas, em vez de caçar Osama Bin Laden e sua turma, o governo George W. Bush preferiu desviar suas atenções para o Iraque de Saddam Hussein. O resto, como dizem por aqui,  história.

O presidente Barack Obama herdou duas guerras de Bush. Optou por encerrar a intervenção no Iraque para se concentrar no Afeganistão e no Paquistão, de onde acredita que vem as maiores ameaças terroristas.

A história das relações entre EUA e Afeganistão é longa. No início dos anos 80, os EUA ajudaram os afegãos quando o país foi invadido pela então União Soviética. Treinaram e doaram armas para aqueles que dizem por aí, são os Talebãs de hoje. Um bom filme que mostra essa história é Charles Wilson’s War (Jogos do Poder).

Uma das lições que os americanos parecem ter aprendido com a história dos anos 80 no Afeganistão é que não se pode simplesmente deixar um país em ruínas e abandonar seu povo, depois de uma invasão militar. Há que se ajudar a construir, fisicamente, uma sociedade que geralmente fica completamente destruída e pode ser palco para grupos de revoltados se unirem. 

Muitos por aqui têm questionado as razões de se manter tropas no Afeganistão. Talvez os EUA esteja no caminho certo, desta vez.

E continuando nossa série com perguntas – e respostas – que têm probabilidade de aparecerem num teste de naturalização americana, segue:

16. Name one war fought by the United States in the 1900s.(Identifique uma guerra em que os EUA esteve envolvido nos anos de 1900s).

17. What major event happened on September 11, 2001, in the United States? (Qual foi o grande evento que aconteceu em 11 de setembro de 2001, nos EUA?).

18. When must all men register for the Selective Service?(Quando todos os homens devem registrar para o Serviço Seletivo?)

19. Who is the Commander in Chief of the military? (Quem é o Comandante-em-Chefe das Forças Militares?)

Respostas:
16. World War I (Primeira Guerra Mundial); World War II (Segunda Guerra Mundial); Korean War (Guerra da Coréia); Vietnam War (Guerra do Vietnã); Persian/Gulf War (Guerra do Golfo).
17. Terrorists attacked the United States.(Terroristas atacaram os EUA).
18. at age eighteen (18); between eighteen (18) and twenty-six (26) – entre 18 e 26.
19. The President (O Presidente).
Posted by: Simone Talarico Ross | August 12, 2009

Mais um Kennedy morre

Eunice Kennedy Shriver, irmã mais nova do Presidente Kennedy, morreu ontem, aos 88 anos.

Você provavelmente nunca ouviu falar dessa senhora. Eu também não sabia quem ela era, até me mudar para a Califórnia. Explico: a senhora Eunice era mãe de Maria Shriver, atual primeira dama da Califórina, esposa do governador, Arnold Schwarzenegger.

Mas, Eunice não era somente herdeira de um nome ou bem relacionada politicamente. Eunice criou as Para-Olimpíadas. Isso mesmo, criou.

Já nos anos 60, quando os dois irmãos de Eunice, John e Robert, faziam parte do governo – um era o Presidente dos EUA e o outro Advogado Geral da União do mesmo país – Eunice começou sua luta para chamar a atenção e estimular o debate sobre deficiência mental dentro da agenda nacional.

Tendo uma irmã com a deficiência, a luta da senhora Eunice não cessava. Então, em 1968 ela fundou a “Fundação Special Olympics” (Paraolimpíadas ou Jogos Paraolímpicos). Além de promover esses jogos, a fundação ajuda cerca de três milhões de pessoas com dificuldades intelectuais em 170 países, num total de 228 programas.

Sua eterna luta para com aqueles com deficiência é dita como a mais importante contribuição que um Kennedy tenha dado, para o mundo.

Posted by: Simone Talarico Ross | August 10, 2009

Suprema Corte dos EUA

Com a confirmação da juíza Sonia Sotomayor para a Suprema Corte dos EUA, história está sendo feita. Sonia é a primeira hispânica a ocupar um posto na principal instância do Judiciário norte-americano e a terceira mulher a ocupar uma vaga na Corte. Ela prestou juramento neste sábado passado e vai ocupar o cargo vitalício em setembro.

A Suprema Corte dos EUA é o que no Brasil chamamos de Supremo Tribunal Federal, fazendo parte do Poder Judiciário. A principal ação de ambos é a mesma, guardar a Constituição, ou seja, verificar se qualquer tipo de ação que chega até eles está de acordo com a Constituição do país ou não. Também se diz que é o órgão que exerce as funções de Tribunal de última instância, ou seja, as decisões ali tomadas não podem ser revertidas.

E continuando nossa série com perguntas – e respostas – que têm probabilidade de aparecerem num teste de naturalização americana, segue:

12. What does the judicial branch do? (Qual é a função do Poder Judiciário?)

 13. What is the highest court in the United States? (Qual é a mais alta Corte dos EUA?) 

14. How many justices are on the Supreme Court? (Quantos juízes compõem a Corte Suprema dos EUA?)
 
15. Who is the Chief Justice of the United States now? (Quem é o Chefe da Justiça dos EUA no momento?)
 
 Respostas

12. Reviews laws (Examina as leis); explains laws (explica as leis); resolves disputes, disagreements (resolve disputas e desentendimentos); decides if a law goes against the Constitution (decide se uma lei vai de encontro à Constituição).

13. The Supreme Court (A Suprema Corte).

 14. nine (9).

15. John Roberts (John G. Roberts, Jr.).

« Newer Posts - Older Posts »

Categories